Traficante tenta transportar droga em ambulância, mas acaba preso pela Polícia Civil

Ticker

6/recent/ticker-posts

Traficante tenta transportar droga em ambulância, mas acaba preso pela Polícia Civil

Divulgação Policia Civil

Um traficante de 26 anos foi preso ontem, 29/11, pela Polícia Civil, no momento era transportado como paciente em uma ambulância, para tentar transportar a droga de Dourados para Eldorado-MS. A prisão foi feita por uma equipe da delegacia de Naviraí.

Segundo as informações levantadas, a Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, por meio da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Naviraí, apurou que na manhã de ontem, supostos integrantes de uma facção criminosa teriam se deslocado de Eldorado para Dourados para buscar drogas do tipo crack, e que possivelmente poderiam estar fazendo uso de uma ambulância como subterfugio para a locomoção. Diante disso, uma equipe de policiais civis da Seção de Investigações Gerais (SIG), deslocou-se até a Rodovia BR 163, KM 126, posto operacional da PRF, Zona Rural, no referido município, onde foi montada uma barreira policial.

Por volta das 17h10min, a equipe avistou uma ambulância procedente da cidade de Eldorado-MS, que trafegava no sentido: Dourados a Naviraí. Diante da fundada suspeita, procedeu-se a abordagem. No interior do veículo, na parte traseira, os policiais civis verificaram que haviam três pessoas, sendo um suposto paciente, deitado em uma maca, e dois acompanhantes menores de idade.

Em seguida, em vistoria realizada no interior do veículo, foi localizada uma porção de crack, pesando 300 gramas, que estava oculta entre as pernas do paciente. Essa quantidade seria suficiente para fazer cerca de 1.500 pedras da droga, sendo que cada porção é vendida por cerca de R$ 10,00 a usuários, totalizando um valor de revenda de aproximadamente R$ 15 mil.

Durante as checagens nos sistemas policiais, também foi apurado que o “paciente” S.C.S, 26 anos, possuía mandado de prisão, por condenação por tráfico de drogas na cidade de Rio Brilhante-MS. Ele foi autuado em flagrante por tráfico qualificado pelo envolvimento de menores e também foi dado o devido cumprimento ao mandado de prisão que existia em seu desfavor.

O motorista da ambulância foi ouvido, mas a princípio não teria envolvimento com o crime. Já os adolescentes foram ouvidos e entregues aos responsáveis legais, no entanto irão responder pelo ato infracional correspondente ao crime de tráfico de drogas.

Fonte: Redação

Postar um comentário

0 Comentários