Operação na fronteira causa prejuízo de mais de US$ 12 milhões de dólares ao crime organizado

Ticker

6/recent/ticker-posts

Operação na fronteira causa prejuízo de mais de US$ 12 milhões de dólares ao crime organizado

Operação já apreendeu 415 mil quilos de maconha pronta (Foto: Divulgação)

Um levantamento feito nesta quinta-feira (28) pelas forças policiais que atuam nas operações Basalto e Ágata, desecandeadas conjutamente pelo Paraguai e Brasil e que miram cidades da fronteira, como Pedro Juan Caballero, já provoca um prejuízo financeiro de US$ 12,5 milhõe de dólare o crime organizado. O cálculo é da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas).

“As forças coordenadas conseguiram retirar de circulação mais de 415 mil quilos de maconha pronta, principalmente incursões no Departamento de Amambay e causa impacto nas finanças das organizações criminosas que atuam na região”, diz uma nota emitida pela Senad.

O relatório divulgado ressalta que até o momento, 18 centros de prensagem de maconha foram desmantelados, 57 campos de drogas e 4 pistas clandestinas foram canceladas na área do Parque Nacional Paso Bravo, em Concepción, nas proximidades de Bela Vista no Mato Grosso do Sul.

Os dados da Senad também mostram que dois caminhões paraguaios foram apreendidos e um trator e um caminhão roubados no Brasil foram recuperados. Um carregamento de tomates contrabandeados também foi interceptados durante as diligências.

Ainda de acordo informações da Senad, os fornecedores de drogas que atuam a serviço do PCC (Primeiro Comando da Capital), que segundo investigações, controla a produção de maconha na região, são principais atingidos, "gerando perdas significativas de lucros para a referida facção criminosa brasileira".

Fonte: Midiamax

Postar um comentário

0 Comentários