Jovens são feitas reféns, estupradas e assaltadas ao saírem de academia

Ticker

6/recent/ticker-posts

Jovens são feitas reféns, estupradas e assaltadas ao saírem de academia

Duas jovens, de 22 e 24 anos, foram vítimas de roubo e estupro na noite de ontem, quinta-feira (14) em Campo Grande. O autor dos crimes foi identificado como Juarez Bastos de Lima, de 49 anos, e foi preso em flagrante no Conjunto União.

Conforme apurado, as jovens são amigas e estavam saindo de uma academia no Residencial Oliveira. Ao chegarem no carro, foram abordadas por Juarez, que estava armado com uma faca. Ele amarrou as mãos das jovens e obrigou as duas a sentarem no banco de trás do veículo.

O homem assumiu a direção e dirigiu até chegar em um local escuro, sem casas por perto. Ao parar o carro, mandou as duas desceram e vendou as jovens com um pano preto. Então o homem obrigou as vítimas a fazerem sexo oral nele, abaixou as roupas que elas usavam e forçou relação sexual. Ele ficou com as jovens por cerca de 50 minutos.

Mesmo elas chorando muito e pedindo para o homem parar, ele estuprou as duas e foi embora levando R$ 400 que estavam na carteira de uma delas e os fones de ouvido. Antes de sair, Juarez ainda tirou uma foto do documento da jovem de 22 anos e disse que não poderia contar para ninguém e que "está ferrada para o resto da vida".

Depois que ele foi embora, as amigas conseguiram se soltar e, em estado de choque, procuraram a Polícia Militar. Ao contarem o que aconteceu, a PM começou a fazer buscas pelo homem e encontrou ele no Conjunto União. Ele foi preso em flagrante e as vítimas reconheceram Juarez, já que conseguiram ver o rosto dele quando foram abordadas na academia.

Junto com Juarez foram encontrados os fones de ouvido, o dinheiro, os pedaços de pano usados para vendar as vítimas, cadarços utilizados para amarrá-las e foi preservativos usados. Ele vai responder por roubo e estupro. As jovens foram encaminhadas o posto de saúde, onde tomaram coquetel de medicamentos contra infecções sexualmente transmissíveis.

Fonte: Campo Grande News

Postar um comentário

0 Comentários