Foragidos da Justiça, casal de Itaquiraí condenados a 10 anos de prisão por tráfico é preso em Campo Grande

Ticker

6/recent/ticker-posts

Foragidos da Justiça, casal de Itaquiraí condenados a 10 anos de prisão por tráfico é preso em Campo Grande

Ivanildo Felix Brito, de 38 anos, conhecido “Ivan” e a mulher dele, Natiele de Moura Clementino, de 29 anos, que estavam foragidos da Justiça, após serem condenados a 10 anos de prisão pela prática do crime de tráfico de drogas e receptação na cidade de Itaquiraí, foram presos ontem (13), na cidade de Campo Grande, capital do estado.

O casal foi preso após uma ação conjunta entre a Delegacia de Polícia de Itaquiraí e o Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (DRACCO) de Campo Grande.

O DRACCO recebeu a informação da Polícia Civil de Itaquirai que Ivanildo e Natiele estariam morando na Capital. Em diligências, os policiais da DRACCO identificaram o endereço onde o casal estaria se escondendo e realizaram a prisão deles.

Crime – Em 2015, após meses de investigação da equipe do SIG (Setor de Investigações Gerais) da Delegacia de Polícia Civil de Itaquiraí, o casal foi flagrado em uma residência no bairro Nova Esperança, aonde eles mantinham um ponto de venda de drogas, conhecido popularmente como “Boca de Fumo”.

O casal comandava o local que, segundo os policiais, tinha uma intensa movimentação e já funcionava há vários meses.

Ivanildo era um antigo conhecido dos policiais em função de o mesmo ter sido preso anteriormente pela prática do mesmo crime “venda de drogas”.

Na casa, os policiais encontraram ainda munições de pistola calibre 9mm e mais alguns objetos que foram recolhidos e levados para a Delegacia de Polícia Civil de Itaquiraí, aonde o casal que foi preso em flagrante pelo crime de tráfico de drogas e posse irregular de munição.

Ivanildo e Natiele ficaram um tempo presos, sendo colocados em liberdade, antes do julgamento do processo. Após o julgamento onde eles foram condenados a 10 anos de prisão, o casal conseguiu fugir da cidade de Itaquiraí, sendo localizados e presos ontem (13) na capital Campo Grande.

O casal já havia sido preso em 2015 (Foto: Arquivo)

Fonte: Tanamidianavirai

Postar um comentário

0 Comentários