Ônibus de comerciantes de MS bate em caminhão e motorista morre; 7 ficam feridos

Header Ads Widget

Ticker

6/recent/ticker-posts

Ônibus de comerciantes de MS bate em caminhão e motorista morre; 7 ficam feridos

Ônibus de empresa de Dourados que bateu na traseira de caminhão em rodovia de SP (Foto: IBTV)

Ônibus da empresa Guimatur que transportava comerciantes de Mato Grosso do Sul para turismo de compras em São Paulo bateu na traseira de caminhão na noite de ontem, quinta-feira (2) na Rodovia “Orlando Quagliato” (SP-374), entre Santa Cruz do Rio Pardo e Ourinhos, interior paulista. A empresa é da cidade de Dourados.

A parte frontal do ônibus ficou destruída. Nelson Dias Rocha, de 52 anos, um dos motoristas do ônibus, morreu preso entre as ferragens. O outro motorista, Danilo de Souza Rio, 38 anos, ficou ferido.

Também ficaram feridos seis passageiros – Milka Centurião Fleitas, de 42 anos, João Batista dos Santos Bezerra, de 59 anos, Bruna Fernandes da Silva, de 27anos, Gilberto Brufatto Dias, de 63 anos, Jaqueline Inês Sartori, de 53 anos, e Stephanie Vitória da Silva, de 19 anos. O estado de saúde do segundo motorista é considerado mais grave.

Segundo o portal IBTV, o acidente aconteceu por volta de 21h no km 04, perto do trevo conhecido como "Chapadão do Suco". Eram 22 passageiros viajando no ônibus, entre eles a filha de Nelson. Ela não sofreu ferimentos. Os comerciantes seguiam para compras no bairro do Brás, na capital paulista.

Ainda conforme o IBTV, em um trecho de leve subida o ônibus bateu na traseira do caminhão Fiat que transportava sucatas de ferro de Bandeirantes (PR) para Piracicaba (SP).

Danilo de Souza Rio, o outro motorista ferido, foi levado para a Santa Casa de Santa Cruz do Rio Pardo. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, a maioria dos passageiros estaria sem cinto de segurança. O delegado Renato Caldeira Mardegan, da Polícia Civil, informou ao portal IBTV que o tacógrafo registrou que o ônibus estava a 70 km por hora no momento do acidente.

Fonte: Campo Grande News

Postar um comentário

0 Comentários