Polícia Civil apreende mais de 2,5 toneladas de maconha e skunk em residência de Coronel Sapucaia

Header Ads Widget

Ticker

6/recent/ticker-posts

Polícia Civil apreende mais de 2,5 toneladas de maconha e skunk em residência de Coronel Sapucaia

Foto Divulgação Policia Civil

Na sexta-feira (29), por volta do meio dia, durante investigações de combate ao tráfico de drogas no município de Coronel Sapucaia no âmbito de operação Hórus, policiais civis da Defron - Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira obtiveram a informação de que uma caminhonete Ford F-350 carregada com entorpecente estaria no município escondida em um imóvel.

Uma equipe da Especializada passou a diligenciar no município a procura do veículo, momento em que o encontrou estacionado dentro de um lava rápido situado no Jardim Tremembé.

No imóvel, os policiais foram atendidos por um homem de 49 anos, que se identificou como morador do local, tendo ele prontamente confessado que o veículo relamente estava carregado com entorpecente; disse que no dia anterior um desconhecido deixou a caminhonete carregada com maconha para ele cuidar e em troca receberia a quantia de R$ 500,00 (quinhentos reais).

Ao vistoriar o veículo, os policiais encontraram em seu interior dois sacos com vários tabletes de maconha, além de uma balança digital; na carroceria havia dois pneus de trator e dois reservatórios de combustível de aproximadamente 500 litros cada um, sendo que ambos estavam cheios de tabletes de maconha; ainda, no assoalho da carroceria também havia vários tabletes, os quais estavam sendo ocultados por uma chapa de madeira.

Ante os fatos, o autor foi conduzido para a sede da Defron, no município de Dourados, juntamente com a caminhonete, o entorpecente e o restante do material apreendido, local em que foi autuado em flagrante delito pelo crime de tráfico de drogas.

Posteriormente ele será encaminhado a Coronel Sapucaia para passar pela audiência de custódia.

A droga foi pesada e totalizou 2.561,09kg de Maconha e 2,985Kg de Skank. O entorpecente está avaliado em 4 milhões e 600 mil reais nos grandes centros.

Foto Divulgação Policia Civil

Fonte: Assessoria

Postar um comentário

0 Comentários