Morador de Itaquiraí é morto a tiros em Coronel Sapucaia

Header Ads Widget

Ticker

6/recent/ticker-posts

Morador de Itaquiraí é morto a tiros em Coronel Sapucaia

Josué Gomes Procópio, de 35 anos, morador em Itaquiraí (Foto:Reprodução)
Josué Gomes Procópio, de 35 anos, morador em Itaquiraí (Foto:Reprodução)


Josué Gomes Procópio, de 35 anos, morador em Itaquiraí, foi morto a tiros na tarde de ontem (6), na cidade de Coronel Sapucaia, na fronteira com o Paraguai.

Josué conduzia um veículo UP pela  rua Rachid Saldanha Derzi, quando foi alvo de vários tiros, disparados por dois indivíduos que estavam em uma moto de origem paraguaia. Eles passaram atirando ao lado veículo e fugiram do local sentido território paraguaio.

Os disparos de calibre 9 milímetros, atingiram a cabeça da vítima, que morreu na hora. A Polícia Militar isolou o local até a chegada da Polícia Civil e da perícia. A namorada do rapaz esteve no local do crime, mas não soube informar o que poderia ter motivado o ataque. Os atiradores continuam foragidos.

Josué seria , ex-cunhado do deputado estadual paraguaio Carlos Rubén Sánchez, conhecido como 'Chicharó', morto em agosto do ano passado, em atentado na sua fazenda. A morte do político aconteceu no meio de uma longa guerra desencadeada entre facções mafiosas que disputam o controle do narcotráfico em cidades paraguaias que fazem fronteira com o Mato Grosso do Sul.

PRESO POR TRÁFICO - Em 13 de outubro de 2016, Josué foi preso por uma das equipes operacionais do DOF, com uma caminhonete abarrotada de tabletes de maconha.

O fato ocorreu durante patrulhamento em uma estrada vicinal que dá acesso a aldeia Limão Verde, no município de Amambaí, onde os policiais avistaram uma caminhonete S-10 de cor branca, com placas afixadas da cidade Londrina-PR. O condutor ao notar a presença policial, abandonou o veículo e correu rumo a uma lavoura as margens da estrada, sendo contido pelos policiais. Em vistoria ao veículo foi constado que a carroceria e os bancos traseiros estavam abarrotados de tabletes de maconha, que totalizaram 1,6 toneladas da droga. 

Josué confessou que foi contratado para pegar o carro já preparado na MS 289, entre Coronel Sapucaia e Amambaí, seguindo para Dourados, que a princípio seria o seu destino. Em checagem ao veículo, foi constatado que estava com placas frias e que o veículo era produto de roubo na cidade de Londrina-PR. O caso foi registrado como tráfico de drogas na delegacia de Amambaí. 

 Fonte: Tanamidianavirai

Postar um comentário

0 Comentários