Lázaro faria parte de organização criminosa com fazendeiros e políticos, diz delegada

Header Ads Widget

Ticker

6/recent/ticker-posts

Lázaro faria parte de organização criminosa com fazendeiros e políticos, diz delegada

A Polícia Civil investiga se Lázaro Barbosa, de 32 anos, fazia parte de uma organização criminosa envolvendo empresários, fazendeiros e políticos. Após fugir por 20 dias, o criminoso foi morto em um confronto com a polícia em Águas Lindas de Goiás no último dia 29.

“Nessa organização criminosa, a gente já levantou que pessoas importantes participam dela”, contou a delegada Rafaela Azzi em entrevista ao Fantástico, da TV Globo. Um dos suspeitos é o fazendeiro Elmi Caetano que, de acordo com as investigações, ajudou a esconder Lázaro em uma de suas propriedades.

“Ele está dormindo lá naquele barraco onde a mãe dele morava”, diz Elmi em uma gravação encontrada no celular do fazendeiro. Ainda conforme a polícia, as investigações apuram se Elmi seria o mandante de uma chacina cometida por Lázaro, em Ceilândia (DF).

“Considerando que havia um laço anterior, que o Lázaro já era conhecido do proprietário e que na entrevista [conversa com a delegada] o proprietário fala que aquela família devia um dinheiro a ele, nós não descartamos a hipótese de que ele tenha realmente usado Lázaro para cobrar a dívida, e em não recebendo, matar aquelas pessoas”, explicou Rafaela Azzi ao Fantástico.

Procurada pelo Fantástico, a defesa de Elmi Caetano rechaçou a suspeita de que o fazendeiro seja o mandante da chacina de Ceilândia.

Além de Elmi, a viúva de Lázaro, Ellen Vieira, e a ex-mulher dele, Luana Cristina, também são investigadas por supostamente terem ajudado Lázaro a se esconder.

Fonte: Istoé

Postar um comentário

0 Comentários