Trio é preso com 351 quilos de maconha e skunk em oficina de fachada

Header Ads Widget

Ticker

6/recent/ticker-posts

Trio é preso com 351 quilos de maconha e skunk em oficina de fachada

Traficantes presos ao lado das drogas encontradas no entreposto. (Foto: Adilson Domingos)

Terceiro entreposto de drogas descoberto em menos de 24 horas na fronteira

Três traficantes foram presos com 351 quilos de drogas, dentre maconha e skunk, na noite de ontem (15) em mais um entreposto do tráfico, descoberto em Ponta Porã. Somente nas últimas 24h três endereços usados para o armazenamento e envio de drogas para outros estados foram fechados na região de fronteira. Todos pela Defron (Delegacia de Repressão aos Crimes de Fronteira).

A.L. G, de 28 anos; A. E.R. R, de 43, e o foragido da justiça, G. R. O, de 40 anos, foram encontrados em uma oficina de fachada no Jardim Marambaia, em Ponta Porã.

O endereço já estava sendo monitorado pelos policiais, quando um dos criminosos chegou ao local em um veículo Voyage, por volta das 18h30. Ele foi abordado no momento em que descarregava uma sacola cheia de skunk, droga que pode chegar a custar R$ 4 mil o quilos em São Paulo. Os outros dois homens já estavam no local.

Conforme o delegado Rodolfo Daltro, titular da delegacia Gregório já tinha passagem policial por tráfico, Alfredo também havia sido autuado por contrabando e Gregório havia sido condenado por tráfico de drogas e roubo. Ao todo foram apreendidos 327 quilos de maconha e 24 quilos de skunk, no endereço. Os três foram presos em flagrante pela prática de tráfico de drogas e associação para o tráfico e encaminhados para a sede da Defron, em Dourados.

Entrepostos - Na tarde de segunda-feira (14), a delegacia também prendeu um casal com 1.950 quilos entre maconha e skunk em uma residência no Bairro Julia Cardenal, em Ponta Porã onde um casal foi preso. Na mesma região, mas em Coronel Sapucaia outros dois traficantes paraguaios também foram presos em um entreposto do tráfico, no Bairro Jardim das Palmeiras. Lá estavam mais 302 quilos de maconha e 51 quilos de skunk, que segundo a dupla, seriam entregues a um comprador de Campo Grande.



Fonte: Campo Grande News

Postar um comentário

0 Comentários