Falta de leitos: MS envia mais três pacientes a SP e totaliza 34 remanejados a outros estados

Header Ads Widget

Ticker

6/recent/ticker-posts

Falta de leitos: MS envia mais três pacientes a SP e totaliza 34 remanejados a outros estados

Pacientes de Mato Grosso do Sul estão sendo levados a outros estados para receber tratamento médico — Foto: SESMS/Reprodução

Quatro sul-mato-grossenses com quadro grave da Covid, que estavam recebendo tratamento médico em outra unidade federativa, morreram.

Mato Grosso do Sul continua enfrentando problemas com a falta de leitos. Para terem acesso às Unidades de Tratamento Intensivo (UTI), o estado enviou, nesta segunda-feira (14), mais três pacientes graves com Covid a São Paulo.

Com a nova leva, Mato Grosso do Sul contabiliza 34 remanejamentos de enfermos a outros estados. Os pacientes que foram, nesta segunda (14), estavam internados em Dourados (MS) e Campo Grande. Os pacientes foram transportados até São Paulo em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB), e deverão ser encaminhados ao Ambulatório Médico Especializado (AME), em Barradas.

A Central Estadual de Regulação está levantando a possibilidade de novas transferências. Mato Grosso do Sul também realiza tratativa para a transferência de pacientes para o estado do Amazonas.

Outras transferências

Os envios de pacientes de Mato Grosso do Sul a outros estados começaram no dia 2 de junho. Uma mulher, de 41 anos, teve acesso a um leito de UTI em Rondônia. A paciente saiu de Bonito (MS), a 296 km, com destino à Porto Velho, capital de Rondônia.

Já no dia 4 de junho, oito pacientes diagnosticados com a Covid e que estavam internados em Dourados, na região sul do estado, foram transferidos para Rondônia.

A São Paulo, os remanejamentos começaram no domingo (6), onde cinco pessoas foram levadas a hospitais paulistas. Na segunda-feira (7), o estado remanejou outros dois pacientes, que chegaram no aeroporto de Congonhas, no início da noite.

Nessa terça-feira (8), outros cinco pacientes foram levados a capital paulista. Na quarta-feira (9), os primeiros quatro pacientes foram enviados a São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. No domingo (13), outros dois pacientes foram transferidos para o estado paulista. Ao todo, 26 sul-mato-grossenses foram enviados para receberem o tratamento em hospitais de São Paulo.

Mortes de transferidos

Transferida de Mato Grosso do Sul para Rondônia devido a falta de vagas para pacientes com Covid, Nice Menani morreu no dia 7 de junho, em Porto Velho.

Nice era moradora de Dourados e havia sido levada para a capital rondoniense na sexta-feira (04), junto com outros seis pacientes da cidade.

Outro paciente transferido de Mato Grosso do Sul morreu em São Paulo que havia sido transferido devido a falta de vagas no estado para pacientes Covid. O homem tinha 53 anos, era de Maracaju e tinha sido encaminhado para o Hospital Geral Vila Penteado no dia 6 de junho.

O terceiro paciente transferido que veio a óbito, é um homem de 66 anos do grupo de cinco pacientes que foram transferidos no dia 8 de junho, para o estado de São Paulo. O paciente morava no município de Campo Grande. Ainda na capital estava internado na UPA Leblon e foi encaminhado para o Hospital Geral Vila Penteado na capital paulista.

Morreu no dia 10, um idoso de 76 anos, morador de Campo Grande, ele é o quarto paciente com Covid a morrer, entre os transferidos para outros estados devido a falta de vagas em hospitais de Mato Grosso do Sul. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES), ele estava internado no Hospital Geral Vila Penteado, em São Paulo.

Fonte: G1

Postar um comentário

0 Comentários