Pescador morre e dois ficam feridos ao terem barco atingido por lancha no Pantanal

Header Ads Widget

Ticker

6/recent/ticker-posts

Pescador morre e dois ficam feridos ao terem barco atingido por lancha no Pantanal

Pescador morreu. Filho e piloto de barco ficaram feridos (Foto: Tempo MS News)

Acidente entre duas embarcações ocorrido na tarde do sábado (1º) resultou na morte de Carlos Américo Duarte, de 59 anos. O autor foi identificado como Nivaldo Thiago Filho de Souza, genro de uma parlamentar de MS e servidor comissionado da Casa Civil de MS.

Conforme boletim de ocorrência, Nivaldo estaria embriagado enquanto conduzia uma lancha, de forma imprudente, no momento em que, numa curva, atingiu a embarcação em que o pescador estava com o filho, no encontro dos rios Aquidauana e Miranda, região conhecida como Touro Morto. O local fica compreendido no município de Miranda, a 168 quilômetros de Campo Grande, onde o caso foi registrado.

De acordo com o relato do filho da vítima, após a colisão, Nivaldo jogou garrafas de bebidas no rio e fugiu em alta velocidade, fato que foi comprovado por uma testemunha. Ele acabou localizado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) em uma camionete Hilux na BR-262, com a mulher e os filhos, que também estavam na embarcação.

Apesar de confessar que havia bebido, ele não quis fazer o teste de bafômetro, foi levado para a delegacia e ouvido, mas liberado. Foi apurado então que ele não tem o Arrais, documentação necessária para pilotar a embarcação, mas disse que era apto. Ele responderá pelo homicídio culposo e também por duas lesões corporais culposas, mas o caso segue em investigação. Tanto a Polícia Civil quando a Marinha fazem a perícia do caso.

Segundo a polícia, durante a fuga, a lancha de Nivaldo começou a afundar e a tripulação precisou ser socorrida. Dessa forma, ele sofreu lesão no braço esquerdo. Nesta segunda-feira, a perícia deve iniciar os trabalhos nas embarcações e no local do acidente.

Desde o último domingo (2), a reportagem do Jornal Midiamax tenta contatar parlamentar de MS por telefone e via assessoria, mas não obteve retorno até a veiculação desta reportagem. O espaço segue aberto para manifestação.

Um vídeo que registrou os momentos seguintes do acidente que matou o pescador Carlos Américo Duarte, de 59 anos, revela desespero de familiares da vítima após a colisão, ocorrido na tarde do último sábado (1º). As imagens são fortes e apontam que o autor – Nivaldo Thiago Filho de Sousa – fugiu do local.

“Cadê o cara?”, pergunta o condutor de uma das lanchas. “Se mandou. Ele acabou de deixar uma mulher ali e saiu vazado. Deixou ali na casa e saiu vazado. Ou ele deixou ou pegou alguma coisa e saiu vazado”, responde outro pescador, autor das imagens.

Na sequência, a lanche na qual estava o filho de Carlos Américo Duarte se aproxima. “Meu pai morreu, cara. Filho da P***. Eu vou matar ele”, grita o rapaz, revoltado. As imagens também mostram que os demais pescadores ficaram indignados com o acidente e com a fuga.

Confira as imagens abaixo:

Fonte: midiamax

Postar um comentário

0 Comentários