Polícia investiga causa de acidente com 19 mortos na BR-376

Header Ads Widget

Ticker

6/recent/ticker-posts

Polícia investiga causa de acidente com 19 mortos na BR-376

Foto/Divulgação

A Polícia Civil do Paraná abriu um inquérito para investigar o acidente que deixou, pelo menos, 19 mortos e 33 feridos na BR-376, em Guaratuba, no litoral do Paraná. Na manhã desta segunda-feira (25), um ônibus tombou no km 668, próximo à chamada Curva da Santa. A informação inicial do Corpo de Bombeiros dava conta de 21 óbitos, no entanto, o número foi corrigido ainda nesta segunda-feira.

Dos 33 sobreviventes, seis tiveram ferimentos moderados, sete estão em estado grave e 20 com ferimentos leves. Eles foram encaminhados para hospitais de Curitiba, no Paraná, e Garuva e Joinville, em Santa Catarina.

Equipes do Corpo de Bombeiros, da concessionária que administra o trecho e helicópteros do Batalhão da Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) ajudaram no resgate das vítimas. A tenente Ana Paula Inácio de Oliveira, porta-voz do Corpo de Bombeiros do Paraná na Operação Verão Consciente, explicou como foi feito esse trabalho.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o ônibus de turismo transportava 53 passageiros, além de dois motoristas. Ele saiu de Ananindeua (PA) com destino a Balneário Camboriú (SC), faltava pouco menos de 200 km do total de 3.400 que seria percorrido pelos viajantes.

O delegado da Polícia Civil, Cristiano Quintas, responsável pela investigação afirmou que, em depoimento, o motorista relatou que o veículo teve problemas nos freios.

O delegado contou que o motorista tinha 67 anos, sendo experiente na condução de ônibus e caminhões.

Quinta cita que o condutor não apresentava sinais de embriaguez e estava descansado.

A chamada “Curva da Santa” é conhecida por protagonizar diversos acidentes. Tanto, que uma área de escape foi instalada ali na região, mas o ônibus não teve tempo de acessá-la.

Por meio de nota, a empresa de turismo TC Pires da Cruz, com sede em Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém, no Pará, disse que não sabia as causas do acidente, mas que estava a caminho do Paraná para prestar auxílio às vítimas e familiares.

Fonte: CBN Curitiba

Postar um comentário

0 Comentários