Japão declara estado de emergência em Tóquio devido a aumento de casos de Covid-19

Header Ads Widget

Ticker

6/recent/ticker-posts

Japão declara estado de emergência em Tóquio devido a aumento de casos de Covid-19

Yoshihide Suga confirmou oficialmente o estado de emergência em Tóquio, Saitama, Kanagawa e Chiba — Foto: Getty Images

O governo do Japão confirmou, na manhã desta quinta-feira, a decisão de novo estado de emergência em Tóquio e também nas vizinhas Saitama, Kanagawa e Chiba. Anunciada pelo primeiro-ministro Yoshihide Suga em entrevista na capital japonesa, a medida terá, provisoriamente, duração de um mês, terminando em 7 de fevereiro. A determinação visa a combater o temido aumento de transmissão do coronavírus, principalmente em bares e restaurantes, consideradas as principais áreas de risco.

- Estou muito alarmado com a situação grave em todo o país recentemente, já que o número de pacientes tem sido extremamente alto - frisou Suga, informando que o programa de turismo doméstico estará suspenso enquanto durarem as medidas de restrições.

Entre as ações preventivas estão a solicitação para que as pessoas evitem sair de suas casas e que que restaurantes e bares parem de servir bebidas alcoólicas às 19h. Ginásios, lojas de departamento e locais de entretenimento também estarão sujeitos ao menor horário de funcionamento.

Este segundo estado de emergência (o primeiro ocorreu entre abril e maio do ano passado) já havia sido proposto pela governadora de Tóquio, Yuriko Koiko, em virtude do alarmante aumento de casos de Covid registrados nos últimos dias. Na terça-feira, a cidade teve 1.278 casos, e na quarta o número saltou para o recorde de 1.591, o que aumentou ainda mais a preocupação dos especialistas, a ponto de muitos temerem que somente as medidas anunciadas não sejam suficientes para controlar a proliferação.

Tóquio, Saitama, Kanagawa e Chiba compreendem aproximadamente 30% de toda a população do Japão, que na quarta teve registrada a marca recorde de 6.000 casos confirmados. Segunda-feira, autoridades de Tóquio revelaram que 45 integrantes de uma escola secundária (entre alunos e professores) foram infectados, o que representou a primeira notificação em grupos ocorrida em um colégio da cidade.

Como em todos os cantos do planeta, o estrago causado pela pandemia afeta também o bolso dos japoneses. De acordo com informações da imprensa local, o Ministério do Trabalho revelou nesta quinta que o número de pessoas demitidas ou que não tiveram renovados os seus contratos chegou a 80.121, aumentando a insegurança da população.

O diário crescimento do número de notificações (não só no Japão como também em muitos outros países em todo o mundo) faz aumentar os rumores, e o consequente temor entre os desportistas e empresas envolvidas, de que os Jogos Olímpicos de Tóquio possam ser definitivamente atingidos e cancelados.

Fonte: ge

Postar um comentário

0 Comentários