Homem que matou esposa grávida durante relação sexual fingiu ser ela nas redes sociais e em carta deixada

Header Ads Widget

Ticker

6/recent/ticker-posts

Homem que matou esposa grávida durante relação sexual fingiu ser ela nas redes sociais e em carta deixada

Marcelo foi preso por matar a esposa grávida e fingir ser ela em suas redes sociais. (Foto: Reprodução/Facebook)

Preso pelo assassinato da esposa no ano passado, Marcelo Augusto de Souza Araújo tentou se passar por Francine Rigo dos Santos após matá-la. O crime foi cometido durante uma relação sexual no dia 22 de dezembro e chocou a cidade de Várzea Paulista, no interior de São Paulo.

Quase um ano após o ocorrido, o G1 teve acesso a uma carta no nome de Francine, mas escrita por Marcelo. Nela, o criminoso tenta justificar um suposto suicídio duplo. “Decidimos partir juntos. Queríamos a família junta nos apoiando, mas é um inferno dos dois lados. Que vocês sintam o peso do que nos fizeram passar”, diz um trecho.

Marcelo matou a esposa e tentou o suicídio na sequência, mas foi encontrado pela família da vítima com vida, encaminhado a um hospital e sobreviveu. Ele segue preso, aguardando o julgamento do Tribunal do Júri, que ainda não tem data para acontecer.

A gravidez de Francine teria sido um dos motivos para o assassinato. Durante uma relação sexual, Marcelo fez um corte no pescoço da vítima, que, de acordo com o laudo necroscópico, também apresentou fratura no punho direito e traumatismo craniano.

Depois de ter matado a esposa, Marcelo fez publicações em uma rede social se passando pela vítima. (Foto: Reprodução/Facebook)

O criminoso, então, fez uma postagem pelo Facebook da vítima também em tom de despedida, culpando as famílias do casal pela infelicidade deles. Parentes de Francine tentaram contatá-la, mas, sem sucesso, arrombaram a porta da casa dela, encontrando-a já sem vida.

Fonte: g1

Postar um comentário

0 Comentários