Filho que matou pai com brincadeira de tapa na cara não será autuado por homicídio

Header Ads Widget

Ticker

6/recent/ticker-posts

Filho que matou pai com brincadeira de tapa na cara não será autuado por homicídio

Ewan e o pai, Malcolm, deixavam um bar onde acompanhavam uma partida de futebol quando o pai, um veterano do exército, acertou um tapa no rosto do filho e o desafiou a fazer o mesmo. (Foto: Getty Images)

A Justiça britânica liberou um jovem das acusações de homicídio culposo, após ele ser responsável por matar o pai durante uma brincadeira de tapa na cara. Preso durante toda a investigação, Ewan Callender foi solto pela polícia local na última terça-feira.

O incidente aconteceu em abril do ano passado. Ewan, de 19 anos, e Malcolm, de 48, deixavam um bar em Reading, onde acompanhavam uma partida de futebol, quando o pai, um veterano do exército, acertou um tapa no rosto do filho e o desafiou a fazer o mesmo.

“Certo, agora você tem uma tentativa livre”, disse Malcolm, oferecendo o rosto para o garoto. Relutante, Ewan fechou e abriu as mãos algumas vezes antes de aceitar a proposta e acertar um golpe no pai, que caiu para trás e bateu a cabeça no chão de maneira fatal.

“Levanta, pai! Eu te amo, pai!”, teria gritado Ewan, desesperado, de acordo com as testemunhas. A ambulância foi chamada e encaminhou Malcolm imediatamente a um hospital, mas ele já chegou sem vida.

Ewan foi levado para a cadeia, mas o inquérito concluiu que o tapa foi fruto de uma “brincadeira legal” e que o garoto não teve nenhuma intenção de causar danos ao pai.

Esposa de Malcolm, Catherine Morrison-Callender explicou que este tipo de interação era comum em casa e que o marido e o filho brincavam de se estapear desde que o jovem tinha 15 anos. “Malcolm era muito competitivo, então nunca deixava o Ewan vencer. Ele usava isso para lembrar o Ewan de que ele não era grande o suficiente”, contou.

Fonte: Yahoo

Postar um comentário

0 Comentários