Acidente com mais de 20 veículos na BR-277 deixa 8 mortos no Paraná

Header Ads Widget

Ticker

6/recent/ticker-posts

Acidente com mais de 20 veículos na BR-277 deixa 8 mortos no Paraná

 Imagem: FRANKLIN FREITAS/ESTADÃO CONTEÚDO

Um acidente com mais de 20 veículos deixou ao menos oito mortos e 26 feridos no km 76 da BR-277, no sentido Paranaguá, na região de São José dos Pinhais (PR), no fim da noite de ontem. Segundo o Corpo de Bombeiros e PRF (Polícia Rodoviária Federal), a fumaça causada por uma queimada e a forte neblina ocasionaram o engavetamento.

Sete pessoas morreram no local do acidente, sendo três homens e quatro mulheres. A oitava vítima - outra mulher - morreu no Hospital Universitário Cajuru.

Os oito mortos já foram identificados pela perícia do IIPR (Instituto de Identificação do Paraná). São eles:

Ester Nunes de Oliveira (19 anos, de São José dos Pinhais

Jessica Nunes de Oliveira (22 anos, de São José dos Pinhais) - irmã de Ester

Fernando Jaroz Mendes (18 anos, de Curitiba) - marido de Ester

Jessica de Souza (22 anos, de Curitiba)

Lucas Moreira (24 anos, de Curitiba)

Guilherme Henrique Ribas de Oliveira (28 anos, de Curitiba)

Jurema Elvira Ferreira dos Santos (52 anos, de Curitiba)

Emanueli de Fátima Ferreira dos Santos (23 anos, de Telêmaco Borba) - morreu no hospital

Com a visibilidade ruim, alguns veículos se envolveram em uma colisão e ficaram parados na via. Alguns ocupantes chegaram a deixar os carros. Nesse momento, porém, um caminhão veio pela pista e não conseguiu frear. Ele atingiu os carros que estavam parados e atropelou pessoas que estavam no local, diz um comunicado da PRF. Outros carros ainda bateram em seguida.

De acordo com o coronel Samuel Prestes, do Corpo de Bombeiros, 22 veículos se envolveram no acidente:

5 motocicletas

15 veículos leves

1 caminhão

1 viatura da Polícia Militar

"A concessionária estava atendendo a ocorrência [queimada à beira da estrada] e solicitou apoio do Corpo de Bombeiros. Quando a primeira viatura chegou, o acidente tinha acabado de ocorrer. Essa viatura acionou as demais equipes de emergência", disse o coronel.

"Temos óbitos que são de motociclistas, mas também temos outros que são de pessoas que deixaram seus veículos e acabaram sendo atingidas por outros veículos que passaram também no local", afirmou Prestes em entrevista à Globonews.

Segundo a Ecovia, responsável pela rodovia, a BR-277 foi interditada totalmente em ambos os sentidos e o tráfego, desviado pelo bairro, no km 78 (sentido Paranaguá) e pelo km 74, na Avenida Ruy Barbosa (sentido Curitiba). O local é um dos acessos ao aeroporto da capital, mas é mais usado pelos motoristas que vão para o litoral. Às 4h40, a estrada foi liberada.

Em nota, a concessionária lamentou o acidente e disse se solidarizar com as vítimas. Segundo a empresa, a queimada que interferiu na visibilidade aconteceu "fora da faixa de domínio". De acordo com a Ecovia, "todas as equipes de plantão foram imediatamente mobilizadas no atendimento às vítimas e no apoio à PRF, PM e Corpo de Bombeiros".

Feridos

Ao todo, 26 pessoas ficaram feridas, a maioria delas com ferimentos leves. Dez ambulâncias atenderam a ocorrência.

Nós tivemos um acidente fora da normalidade, mas que foi atendido de maneira rápida. Os números são impressionantes coronel Samuel Prestes, do Corpo de Bombeiros

Os feridos foram encaminhados a diversos hospitais da região. O Hospital Cajuru recebeu quatro pacientes, com duas altas, uma internação em situação estável e uma morte. O Hospital Evangélico confirmou duas altas a envolvidos na ocorrência. No Hospital do Trabalhador, uma pessoa está em estado estável, com fraturas na pelve e no pé.

A Secretaria de Segurança Pública informou que um paciente foi encaminhado ao Hospital do Rocio, mas a instituição não confirma se atendeu pacientes do acidente. Outros feridos com menor gravidade foram encaminhados ao Pronto-Socorro do Hospital e Maternidade São José dos Pinhais.

Queimadas

O coronel Samuel Prestes considera o acidente como "dano colateral" de uma ocorrência que se tornou comum no Paraná devido ao período de seca. De acordo com ele, os atendimentos a incêndios florestais aumentaram 78% em relação ao ano passado devido à estiagem enfrentada pelo estado ao longo dos últimos meses.

"Os focos de fogo à beira das estradas podem gerar esse tipo de situação em qualquer rodovia do Brasil. Temos alertado veementemente para que a população nos ajude. Estamos em um período de seca e crise hídrica, o que faz com que a vegetação esteja seca", disse.

"Carreta foi levando tudo", diz sobrevivente

Um dos envolvidos no acidente confirmou que a carreta foi responsável pelo engavetamento ao atingir outros veículos que já estavam parados na pista por causa da falta de visibilidade.

"Quando parei, os veículos vieram batendo atrás do meu, e consegui ainda com alguma habilidade, com calma no momento, jogar para o canto esquerdo da via, e consegui sair. Quando eu estava saindo para o outro canto para tentar sair dali veio a carreta e passou e foi levando tudo e batendo nos carros. Infelizmente foi algo muito triste", disse o administrador Ricardo Xavier à Globonews.

Investigação

O atendimento do acidente foi feito por equipes dos Bombeiros, da Polícia Militar e da concessionária Ecovia.

A Polícia Civil do Paraná informou que está realizando investigação preliminar sobre o acidente e que vai ouvir o motorista do caminhão e testemunhas nos próximos dias. Caso seja constatada a ocorrência de crime, será instaurado inquérito policial. Inicialmente, a PC-PR comunicou que não iria instaurar inquérito contra o motorista, que não teve o seu nome divulgado, pois "não teria configurado crime".

Alguns vídeos nas redes sociais mostram momentos do acidente na BR-277:







FONTE: UOL

Postar um comentário

0 Comentários