Veja o vídeo em que segurança promete matar cinco e depois cometer suicídio

Header Ads Widget

Ticker

6/recent/ticker-posts

Veja o vídeo em que segurança promete matar cinco e depois cometer suicídio

Rosemir mostra com a mão o número de pessoas que levaria com ele (Foto: Reprodução) 

Gravado em março, vídeo é prova de que Rosemir Fernandes de Souza planejava ataque concretizado ontem à noite 

Vídeo gravado no dia 5 de março deste ano é a principal prova de que o segurança Rosemir Fernandes de Souza, 52, planejava os ataques da noite deste domingo (12) em Dourados, a 233 km de Campo Grande.

Homem não identificado que gravou o vídeo, aparentemente a pedido do próprio Rosemir, pergunta ao segurança se ele teria coragem de “enfrentar todo mundo na bala”.

“Depois você vai ficar sabendo. Eu sou daqueles de palavra, eu sou macho. Caçou vai achar. É cacete no lombo e bala no rabo”, ele responde.

“Mas e se você se for?”, questiona o interlocutor. Rosemir responde: “mas eu vou mesmo, de um jeito ou de outro porque, ó, quem eu vou levar junto”, sinaliza com a mão aberta, indicando cinco possíveis vítimas.

Veja o vídeo:



Ontem à noite, Rosemir espalhou terror em três regiões da cidade. Armado com um revólver calibre 38, ele atirou contra grupo de pessoas em frente à casa da ex-mulher, Lucineide Maria dos Santos Ortega, 51, na Rua Rangel Torres, no Jardim Piratininga.

Lucineide morreu e quatro pessoas ficaram feridas, entre elas duas meninas de 4 e 10 anos. Ferida na cabeça, a menor está em estado gravíssimo na UTI.

Do Santa Brígida, Rosemir rodou 8 km de moto até a Vila Cachoeirinha, na região sul, onde tentou matar outra ex, Sônia Regina Barros Galvão, 42, que levou tiros de raspão no rosto.

Depois ele voltou em direção ao centro e no Jardim Londrina, perto da Praça Paraguaia, atirou na direção do advogado Teodoro Ximenes, que conversava com um amigo. Os dois se jogaram no chão e não foram atingidos.

Dali, Rosemir foi até a Igreja São José Operário, no cruzamento da Avenida Joaquim Teixeira Alves com a Rua Floriano Peixoto, e se matou com tiro na cabeça, sentado no altar. Por causa da pandemia do novo coronavírus, as celebrações estão suspensas nas igrejas de Dourados, mas no momento ocorria a entrega de hóstias através de drive-thru.

FONTE: CAMPO GRANDE NEWS

Postar um comentário

0 Comentários