Prefeitura de Dourados exonera procurador e secretário supostamente envolvidos em fraudes de licitações

Header Ads Widget

Ticker

6/recent/ticker-posts

Prefeitura de Dourados exonera procurador e secretário supostamente envolvidos em fraudes de licitações

Gaeco na prefeitura de Dourados — Foto: MP/MS

Procurador-geral do Município, Sérgio Henrique Pereira Martins de Araújo e secretário da Fazenda, Carlos Francisco Vieira, foram exonerados, após estarem entre investigados por supostas fraudes em licitações para combate ao coronavírus.


A prefeitura de Dourados publicou, no Diário Oficial do município desta sexta-feira (17), a exoneração do Procurador-Geral do Município, Sérgio Henrique Pereira Martins de Araújo e do secretário da Fazenda, Carlos Francisco Dobes Vieira, após ambos estarem entre os investigados em uma operação que investiga supostas fraudes em licitações para combate ao coronavírus em Dourados.

Os servidores já haviam sido afastados das funções na última quarta-feira (15), por 90 dias, quando o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) com apoio da Polícia Militar, deflagrou a Operação Contágio, cumprindo 26 mandados de busca e apreensão, incluindo nas residências dos então procurador-geral e secretário da fazenda. Ainda na quarta-feira, outros quatro servidoras municipais, incluindo a ex-secretária de saúde, Berenice Oliveira, também foram afastadas por três meses.

De acordo com o Ministério Público Estadual (MPE), a operação tem como objetivo desmantelar uma organização criminosa que agia de dentro da prefeitura de Dourados, em supostas fraudes cometidas com dispensas de licitação para aquisição de produtos e equipamentos para o combate à Covid-19.

Em nota, Carlos Francisco Dobes Vieira afirmou que "não tem qualquer participação nas acusações" e que "os atos administrativos seguiram a legislação pertinente, o que foi desprezado pelo Ministério Público". Secretário da Fazenda de Dourados desde setembro de 2019, ele ainda agradeceu "a oportunidade de exercer o cargo e realizar ações que beneficiaram a sociedade douradense". Até a publicação desta reportagem, o G1 não havia recebido resposta de Sérgio Henrique Pereira Martins de Araújo.

FONTE: G1

Postar um comentário

0 Comentários