Caixa suspende pagamento de R$ 1.045 do FGTS a trabalhadores com cadastro incompleto; saiba o que fazer

Header Ads Widget

Ticker

6/recent/ticker-posts

Caixa suspende pagamento de R$ 1.045 do FGTS a trabalhadores com cadastro incompleto; saiba o que fazer

O cotista pode completar o cadastro no site, sem precisar ir a uma agência Foto: Marcelo Régua

A Caixa Econômica Federal (CEF) suspendeu a liberação do saque emergencial de R$ 1.045 do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para um grupo de trabalhadores que já deveria ter tido o dinheiro depositado na conta digital. Segundo o banco, os beneficiários estavam com cadastros pessoais incompletos. O banco não informou o número de cotistas com cadastros incompletos.

Alguns trabalhadores devem completar informações como endereço, nome da mãe, data de nascimento, entre outros. Nesse caso, a abertura da poupança digital só é possível após atualização das informações. O problema é que o banco não avisou sobre os erros no cadastro e não orientou previamente os trabalhadores sobre o procedimento a ser adotado para corrigir as informações.

O depósito e a abertura de uma poupança digital na Caixa deveriam ser automáticos. A Caixa havia pedido somente que pessoas não interessadas em receber o depósito avisassem o banco por meio do aplicativo FGTS.

A Caixa, agora, recomenda que os trabalhadores consultem a situação de seu Saque Emergencial no APP FGTS. Os cotistas podem verificar a situação de seu saque emergencial independente da data prevista para o crédito no calendário, "antecipando eventuais necessidades de atualização cadastral", segundo o banco. Depois de completar o cadastro, o crédito será reprogramado.

O depósito em poupança digital na Caixa para trabalhadores nascidos em janeiro, fevereiro e março deveria ter acontecido em 29 de junho, 6 de julho e 13 de julho, respectivamente. Por enquanto, as pessoas que receberam podem usar o dinheiro apenas para pagamento de boletos e compras online pelo app Caixa Tem (disponível para Android e iOS). Os saques e transferências são autorizados somente a partir do dia 25 de julho e também vai obedecer um calendário que se estenderá até o dia 14 de novembro, dependendo da data de nascimento do trabalhador.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o WhatsApp do Extra (21 99644 1263)

Saiba o que fazer

A Caixa informou que o trabalhador pode verificar a situação do seu cadastro através do site do saque emergencial, pelo telefone 111, no aplicativo FGTS (disponível para sistemas Android e iOS), no Site do FGTS

O trabalhador receberá uma mensagem informando se há necessidade de atualização do cadastro, que deve ser realizada pelo App FGTS, sem a necessidade de comparecer em uma agência. Com o cadastro atualizado, o crédito será programado para ocorrer na data prevista no calendário divulgado.

Confira o calendário de pagamentos
FONTE: EXTRA

Postar um comentário

0 Comentários