Rio dá início à Fase 2 da reabertura da economia; veja as regras e as próximas etapas

Header Ads Widget

Ticker

6/recent/ticker-posts

Rio dá início à Fase 2 da reabertura da economia; veja as regras e as próximas etapas

Saara, no Centro do Rio, teve lojas abertas e movimentação de clientes na terça-feira (16) — Foto: Marcos Serra Lima/G1

Medidas entram em vigor nesta quarta-feira e liberam volta das competições esportivas sem público; reunião define quando será 1º jogo de futebol do Campeonato Carioca.


O Rio implanta, a partir desta quarta-feira (17), a Fase 2 da reabertura gradual da cidade, prometida pelo prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) para ser concluída em seis etapas.

O que pode funcionar (fases 1 e 2):


  • lojas de móveis e decorações
  • concessionárias e agências de automóveis
  • shoppings, das 12h às 20h (com limitação de 1/3 do estacionamento)
  • alimentação (só para delivery, drive thru e take away)
  • ambulantes
  • escritórios em geral
  • hotéis e hostels
  • calçadão da orla, praças e parques para atividades físicas
  • praia para esportes aquáticos individuais ( ainda não autorizadas para banhistas)
  • voo livres individuais
  • consultórios e clínicas médicas e odontológicas (com agendamento prévio)
  • venda de ingressos online ou em caixas de autoatendimento para drive-in
  • atividades de construção e reforma de casas e prédios e construção naval
  • centro de treinamento esportivos abertos para treino, sem público
  • competições esportivas com portões fechados

A retomada das competições esportivas, sem público, deve ocorrer ainda esta semana. Crivella chegou a anunciar, durante entrevista coletiva nesta terça, que o primeiro jogo de futebol já poderia ser realizado na quinta-feira (18).

Mas a decisão deve ocorrer após reunião na manhã desta quarta, no Palácio da Cidade, que definirá a data da volta do Campeonato Carioca, suspenso há três meses.

Balanço divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde nesta terça-feira mostrou que na capital o número de mortos chegou a 5.239, e o de casos a 43.874.

Transportes

A prefeitura também determinou a volta de 100% da frota de ônibus. Além dos ônibus comuns, a resolução determina que todos os que operam no BRT voltem a funcionar.

Por causa da pandemia do novo coronavírus, no dia 17 de março, o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, tinha determinado que ônibus e BRTs só podiam circular com passageiros sentados.

Com a reabertura da cidade, usuários do transporte público voltaram a enfrentar aglomerações também nos ônibus.

Shoppings já abertos

A reabertura dos shoppings, inicialmente prevista para esta segunda fase, foi antecipada pelo prefeito. Os estabelecimentos voltaram a funcionar na véspera dos Dia dos Namorados. Em alguns deles, foram registradas aglomerações já no primeiro dia de abertura.

Nesta terça-feira (16) a prefeitura também autorizou a reabertura de centros comerciais populares, como o Mercadão de Madureira, seguindo as chamadas "regras de ouro" da flexibilização.

Mercadão de Madureira x Saara


O local estava fechado há quase 70 dias. Agora, voltou a funcionar das 9h às 17h, com três dos seis portões abertos. Na entrada, funcionários mediram a temperatura dos clientes no primeiro dia da retomada.

Crivella disse que a volta do comércio no Mercadão servirá de exemplo para outros espaços.

"Os centros comerciais que seguirem as Regras de Ouro, com todos os parâmetros de controle, poderão reabrir. O Mercadão de Madureira servirá de exemplo para os demais. Haverá controle de entrada e distanciamento, verificação de temperatura e horários especificados. Os que puderem fazer semelhante, poderão abrir. Mas tudo com prudência, sem euforia, para não retrocedermos", disse

No entanto, o comércio de rua como o da Saara, no Centro da cidade, ainda não está liberado. A prefeitura informou que a permissão só ocorrerá na terceira fase, que poderá ser no início de julho.

Quem descumprir as regras e abrir antes da autorização poderá ser multado em até R$ 50 mil. Nesta terça, algumas lojas estavam com as portas abertas na Saara e havia grande movimento.

Bares e restaurantes na 3ª fase

Bares e restaurantes funcionaram normalmente no fim de semana, mesmo sem autorização. De acordo com o cronograma, o setor só poderia abrir na terceira fase da retomada, no início de julho.

Na segunda-feira (15), o Sindicato de Bares e Restaurantes enviou um à Câmara Municipal do Rio e ao prefeito Marcelo Crivella, pedindo a reabertura imediataseguindo protocolos.

Retomada com curva baixa

A retomada tem previsão de duração de 15 dias cada, caso a curva de contaminações e mortes por Covid-19 se mantenha estável. Nesta terça, o prefeito afirmou que alguns setores até poderão abrir com espaços menores do que os 15 dias previstos.

A Prefeitura informou que, baseada em índices como números de óbitos, quantidade de leitos e atendimentos, irá autorizar as reaberturas de determinados espaços de acordo com as fases estabelecidas pela Vigilância Sanitária.

Flexibilização iniciada em 2 de junho

A primeira fase da flexibilização no Rio começou no dia 2 de junho, quando o prefeito anunciou uma reabertura "lenta, gradual e com segurança" das atividades econômicas na cidade. Veja abaixo as próximas fases.

De acordo com a prefeitura, todas as fases são acompanhadas por um Comitê Permanente de Gestão e Execução do Plano de Retorno com monitoramento diário.

Se tudo correr dentro do previsto, a conclusão de todas as fases será em agosto e as aulas poderão ser retomadas em julho.

Tabelas da prefeitura explicam a retomada

Plano da prefeitura para reabertura gradual do Rio em seis fases — Foto: Reprodução

Fase 3 (previsão 2/7)


  • todos os comércios, com restrição de circulação
  • bares e restaurantes abertos, com 50% da capacidade
  • academias abertas com agendamento e distanciamento
  • luta e dança, sem contato físico
  • atividades de crossfit
  • creches, desde que pais estejam trabalhando
  • escolas: quinto e nono ano, sem aglomeração
  • salões de beleza, tatuagem e estética, com restrições
  • praias e parques abertos, sem aluguel de cadeira e barraca
  • áreas de lazer
  • atividades culturais em espaço aberto, sem aglomeração
  • competições esportivas com um terço do público

Fase 4 (previsão 17/7)


  • Pré-escolas e turmas de primeiro e segundo ano
  • pontos turísticos com um terço da capacidade
  • atividade em espaço cultural fechado, com restrição de capacidade

Fase 5 (previsão 1º/8)


  • diminuição de restrições de capacidade em quase todos setores (bares, restaurantes, estádios, cinemas, etc)
  • praias e parques abertos, sem aglomeração
  • Reabertura do terceiro e quarto ano nas escolas

Fase 6 (previsão 16/8)


  • escolas e universidades integralmente, sem aglomeração
Regras de Ouro da Prefeitura do Rio para a reabertura da cidade — Foto: Infografia: Fernanda Garrafiel/G1

Postar um comentário

0 Comentários