COMPARTILHE


Estudante de 17 anos tira o próprio casaco e doa a morador de rua em MS: 'A gente está aqui para ajudar'


Na manhã mais gelada do ano em Mato Grosso do Sul, a atitude de um estudante de 17 anos mostra que podemos ajudar alguém com o pouco que temos. "A gente está aqui [no mundo] para ajudar as pessoas, e não para tirar", resume Adrian Silva Alves, sobre ter tirado o casaco mais grosso que vestia e dado a um morador de rua, que estava sem nenhum agasalho, em Campo Grande.





Por volta das 7h30 (de MS), os termômetros marcavam em torno de 6°C, segundo o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos. Adrian havia acordado às 6h e pego três ônibus para chegar à instituição onde estuda Gestão Hospitalar aos sábados. Após descer no último ponto e caminhar alguns metros, se deparou com o morador de rua do outro lado da calçada.




Imagens de câmeras de segurança mostram Adrian caminhando em direção à instituição. Até que ele olha para o outro lado, vê o homem na calçada, segue mais um pouco, para e depois retorna e atravessa a rua. As câmeras não alcançam quando o menino entrega o casaco e R$ 4 ao morador, que se identificou como Arlan Cândido Vieira, de 35 anos, mas flagram quando ele volta já sem um dos dois casacos que vestia e conversando com a mãe pelo WhatsAp.
Adrian e Arlan: a selfie para mandar para a mãe — Foto: Adrian Silva Alves/Arquivo Pessoal





"Ele estava tremendo. Perguntei se estava com frio e ele disse que sim. Então dei meu casaco. Foi gratificante", fala Adrian, que ainda tirou uma selfie com o morador de rua para avisar a mãe que havia doado o casaco. Ele também postou a foto no status da WhatsAp. "Tmj irmão, não pude lhe ajudar muito, mas foi de coração".




O dinheiro que Adrian entregou era o único que tinha. "Era do meu lanche". E ao ficar sem poder comprar um salgado, ele também teve ajuda. O amigo Mateus Pereira dividiu com ele o lanche. "A gente tem que ajudar".




Adrian conversa com a mãe logo após as doações — Foto: Andréa Silva/ Arquivo Pessoal

Arlan é de poucas palavras, não quis ser fotografado pela reportagem, mas afirma ter ficado agradecido com o gesto do adolescente. "Se eu pudesse ajudar alguém, também ajudaria", diz. Ele conta que havia passado a noite no Centro da capital sul-mato-grossense e no início da manhã seguiu para o bairro onde foi ajudado pelo estudante.




Andréia Maria Silva Lopes é mãe de Adrian e diz que procura ensinar o filho a importância de ajudar ao próximo e do estudo. "Ele é meu braço direito". Além do curso técnico, o garoto cursa o 3º ano do ensino médio em uma escola pública da capital.





Horas depois, já no fim da manhã, quando Adrian saía do curso, os dois se encontraram no mesmo local. Eles se cumprimentaram e o menino ainda disse que se estivesse com o violão "cantaria umas modas [de viola]" para ele.




"Ninguém quer estar na rua. Hoje são eles, amanhã pode ser a gente", finaliza com agradecimento ao pai e a mãe por ter lhe ensinado ajudar ao próximo. "Meus pais me educaram muito bem".

Adrian ao lado do cobertor que o morador de rua estava sentado — Foto: Nadyenka Castro/G1 MS

Curta nossa Pagina e fique por dentro de tudo que acontece em Itaquirai, Região, Brasil e Mundo!
Fonte: G1

Compartilhe no Google Plus

Sobre Itaquirai News

Itaquirai News Seu Portal de Noticias de Itaquirai e Região

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário...

DOE E AJUDE A MANTER O SITE