COMPARTILHE


 Clique aqui para entrar
Clique para entrar ������

Justiça brasileira bloqueia 36 imóveis de Neymar, incluindo mansões de luxo, diz jornal

Neymar enfrenta mais um problema com a Justiça, agora por sonegação Foto: NELSON ALMEIDA / AFP

Neymar tem enfrentado um novo problema pessoal. Além de ser investigado pela acusação de estupro por Najila Trindade, em Paris, no dia 15 de maio, o jogador está com imóveis em seu nome bloqueados pela Justiça devido a um processo por sonegação fiscal. Segundo o jornal "Folha de São Paulo", o craque teve 36 imóveis bloqueados pela Justiça, incluindo duas mansões de luxo, devido ao não pagamento de 16 milhões de euros (cerca de R$ 69 milhões).





Os imóveis estão em nome do camisa 10 do Paris Saint-Germain, da sua família ou de suas empresas. As duas mansões que estão entre os bens bloqueados têm juntas 3 mil metros quadrados. Ambas ficam em Santos e são utilizadas pela família do craque.

Segundo a "Folha", elas foram adquiridas em 2011 por 1,6 milhões de euros, época que Neymar recebeu um adiantamento de 10 milhões de euros do Barcelona. Ou seja, o valor pago pela família foi de R$ 7 milhões pelas duas casas, somadas. Hoje, o valor de mercado é de R$ 14 milhões.





Outro imóvel citado pelo diário é o que fica em Vila Mariana, que tem um valor de mercado de R$ 15 milhões. Mais três apartamentos de Neymar em Itapema, no litoral de Santa Catarina, também sofreram bloqueio, um deles custa R$ 1,4 milhão e outros dois, juntos, custam cada R$ 2,4 milhões.

Os outros 30 imóveis bloqueados ficam em Santos, São Paulo, Guarujá, Praia Grande e São Vicente.

Sonegação na venda ao Barça

A sonegação fiscal aconteceu justamente quando houve a transferência de Neymar do Santos para o time catalão. O time espanhol teria pago 40 milhões de euros a uma empresa do pai de Neymar ao longo de 2011, 2013 e 2014, mas as autoridades consideram que essa verba destinou-se ao jogador. Ou seja, em vez de ter sido tributada a 17% (taxa do imposto para empresas), deveria ter sido a 27,7% (taxa para pessoas singulares).





Os bloqueios impedem apenas que os bens sejam vendidos pelo jogador. Eles ainda podem ser usados normalmente. O obejtivo é o pagamento à Receita Federal. Em 2015, o atacante foi autuado em R$ 188 milhões, sob a alegação de que deixou de declarar R$ 63,6 milhões entre 2011 e 2013. Nesse valor, incidiram multa e juros.

OS R$ 69 milhões são referentes a uma cobrança contestada pela defesa do atleta, que diz que o pagamento deveria ser de R$ 11,5 milhões.





Neymar está em recuperação de uma lesão no tornozelo direito que o fez ser cortado da Copa América 2019. Na semana passada, o jogador esteve na delegacia, em São Paulo, para prestar depoimento sobre o caso de estupro, uma semana após estar na Delegacia de Crimes de Internet, no Rio, por causa da divulgação de fotos íntimas de Najila Trindade.

Como se não bastasse, o craque do PSG viu o presidente do clube francês abrir as portas para sua saída.

Fonte: Extra

Compartilhe no Google Plus

Sobre Itaquirai News

Itaquirai News Seu Portal de Noticias de Itaquirai e Região

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário...

DOE E AJUDE A MANTER O SITE