COMPARTILHE


 Clique aqui para entrar
Clique para entrar ������

Palmeiras vence na estreia com gols de Scarpa e Marcos Rocha

Dudu toca e Gustavo Scarpa marca aos 10 do 1º tempo

O Palmeiras, pelo segundo ano seguido, começou a Copa Libertadores com uma vitória sobre o Junior Barranquilla, na Colômbia. O placar de 2 a 0, na noite desta quarta-feira, é suficiente para dar tranquilidade à equipe de Felipão na abertura da fase de grupos do torneio. Gustavo Scarpa, no início, e Marcos Rocha, nos acréscimos do segundo tempo, marcaram os gols do Verdão. Mais uma boa estreia em solo colombiano para o Palmeiras.





Como fica?
A vitória leva o Palmeiras aos três pontos, já na liderança do Grupo F – Melgar e San Lorenzo empataram sem gols na terça-feira e dividem o segundo lugar. O Junior, sem pontos, é o lanterna da chave.

Filme repetido
No ano passado, o Verdão estreou no mesmo estádio, contra o mesmo adversário, e fez 3 a 0. Algumas coincidências: o jogo se resolveu com um gol logo no início, e houve uma expulsão do rival após falta em Bruno Henrique, capitão palmeirense. Em 2018, foi German Gutiérrez quem levou vermelho por acertar um chute na altura do peito de Bruno. Em 2019, outro Gutiérrez, o Teo, deixou o pé no mesmo Bruno Henrique dentro da área e levou o segundo amarelo.





Primeiro tempo
O Palmeiras começou muito bem, com marcação adiantada e pressionando a saída de bola do Junior – aos 10 minutos, o Verdão já tinha três finalizações, contra nenhuma do time da casa. Numa delas, Gustavo Scarpa rolou para Dudu, recebeu de volta dentro da área e abriu o placar, mostrando um Palmeiras de muita movimentação dos quatro jogadores de ataque (Scarpa, Dudu, Ricardo Goulart e Borja). Depois, porém, a equipe de Felipão diminuiu o ritmo e deixou o Junior Barranquilla ter a bola nos pés – a posse chegou aos 54% para os colombianos. A melhor chance só saiu em cobrança de falta do goleiro Viera, que exigiu defesa difícil de Weverton.





Segundo tempo
À espera de contra-ataques, o Palmeiras continuou deixando a bola com o Junior Barranquilla, que criou mais, teve certo controle do jogo, mas sem objetividade – sempre com um toque ou drible a mais do que o necessário. O Verdão só acertou um lance longo, em falha de Ditta que Borja não aproveitou dentro da área. Felipão lançou Moisés e Hyoran nas vagas dos desgastados Goulart e Scarpa, sem muito efeito. O Palmeiras só ficou mais tranquilo aos 30 minutos, quando Teo Gutiérrez deu um chute em Bruno Henrique e acabou expulso. No fim, em contra-ataque, Borja segurou dois zagueiros e rolou para Marcos Rocha ampliar.





Que é isso, juizão?
Uma cena curiosa na segunda etapa: aos 22 minutos, Hinestroza se preparava para entrar na vaga de Serje, o camisa 28 do Junior. A placa do quarto árbitro, porém, subiu com o número 25, e quem saiu foi Sambueza. Depois da troca, o técnico Luis Fernando Suárez “pistolou” com os árbitros, com seus auxiliares, mas nada mais poderia ser feito. Com a alteração consumada, não há como trocá-la.



Fonte: GE

Compartilhe no Google Plus

Sobre Itaquirai News

Itaquirai News Seu Portal de Noticias de Itaquirai e Região

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário...