COMPARTILHE


 Clique aqui para entrar
Clique para entrar 👆👆👆

Campo Grande - Professor é preso em flagrante por tentativa de compra de votos

Foto Ilustração

Suspeito teria confessado que trabalhava para o candidato ao senado, Delcídio do Amaral (PTC). Assessoria do candidato e partido negam qualquer envolvimento no crime.

A Polícia Federal (PF) prendeu um professor de 35 anos, suspeito de comprar votos e prestar serviço para o ex-ministro de Minas e Energia e candidato ao senado, Delcídio do Amaral (PTC). O homem foi flagrado na noite desta quarta-feira (3), na Vila Carvalho, em Campo Grande, com R$ 800 em espécie, material de campanha, lista de eleitores e adesivos para colocar em carros, de acordo com a polícia.





A assessoria do candidato negou qualquer envolvimento no crime, ressaltando que todas as pessoas que atuam, tanto para o partido quanto para o candidato, são voluntárias e não há nenhum contratado.

Os agentes questionaram o professor e este teria confessado que atuava para a campanha de Delcídio. Na ocasião, ele adesivava carros, repassava orientações para eleitores e inclusive entregava um "cola" eleitoral com os números de candidatos favorecidos.





Conforme a PF, ele deve responder por infringir o artigo 299 do Código Eleitoral (Lei 4737/65), com pena de até quatro anos de prisão e multa. Nesta quinta-feira (4), as buscas continuam, no sentido de identificar crimes envolvendo as eleições que se aproximam.

Veja na íntegra o retorno do partido e do candidato:

O Partido Trabalhista Cristão (PTC) não contratou e não irá contratar cabos eleitorais para campanha de Delcídio Amaral a senador e não permite, autoriza ou apoia qualquer iniciativa de seus simpatizantes fora dos limites da lei.





A ação de suposto cabo eleitoral acusados de práticas ilícitas tem, portanto, características de armação política, o que deverá também ser investigado pelas autoridades a pedido do partido.

Fonte: G1

Compartilhe no Google Plus

Sobre Itaquirai News

Itaquirai News Seu Portal de Noticias de Itaquirai e Região

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário...