COMPARTILHE


 Clique aqui para entrar
Clique para entrar 👆👆👆

Médico é preso por bombeiro depois de negar atendimento à paciente em Unidade de Saúde de Campo Grande

Paciente com culuna travada foi levada para UPA Universitária de Campo Grande (MS) — Foto: Nadyenka Castro/G1 MS

Segundo o médico, ele disse que a unidade não tinha capacidade física para receber paciente que foi encaminhada pelo Corpo de Bombeiros.


Um médico foi preso por um sargento do Corpo de Bombeiros, após se negar a atender uma paciente na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Universitário em Campo Grande (MS), na noite dessa quinta-feira (13). Segundo a polícia, o bombeiro disse que foi informado pelo especialista que não atenderia porque o local estava cheio, e orientou que levasse a vítima para outra unidade.





O médico também registrou um boletim de ocorrência de abuso de poder e afirmou que em nenhum momento omitiu socorro. Ele reforçou que a Unidade de Saúde não tinha capacidade física para atender a paciente, e sugeriu que o sargento a levasse para outra unidade. O sargento respondeu que se tivesse que levar a paciente, que a unidade fizesse o transporte por conta própria.

Ainda de acordo com o médico, ele conta que foi indagado pelo menos três vezes pelo bombeiro se estava omitindo atendimento, e em todas afirmou que não, e que o local não tinha condições de atender a vítima por conta da lotação. Ele disse que o sargento fez uma ligação e que minutos depois teve que deixar de atender uma paciente em estado grave para ir à delegacia esclarecer os fatos.





Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande (Sesau) disse que lamenta o ocorrido e que as circunstâncias em que a situação ocorreu serão apuradas. Em caso de comprovação de ato de omissão ou negligência, será instaurado um procedimento administrativo para que as medidas cabíveis sejam tomadas.

O sargento do Corpo de Bombeiros disse ainda que a paciente estava com a 'coluna travada' e foi feita a regulação de vaga desde a casa dela, onde recebeu o primeiro atendimento, para que depois fosse encaminhada à UPA do Universitário.

O bombeiro informou ainda que, para a transferência para outra UPA, o médico poderia avaliar a paciente, porém ele não a examinou ou perguntou sobre estado clínico dela, momento em que o sargento deu-lhe voz de prisão por omissão de socorro. A Polícia Militar (PM) foi acionada e o médico levado para a delegacia.





De acordo com a ocorrência, a paciente foi atendida no Posto de Saúde do bairro Guaicurus. O caso foi registrado como Omissão de Socorro.

Fonte: G1

Compartilhe no Google Plus

Sobre Itaquirai News

Itaquirai News Seu Portal de Noticias de Itaquirai e Região

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário...