COMPARTILHE


Campanha de vacinação contra influenza começa nesta segunda em MS, mas cada cidade tem seu calendário próprio

Vacinação contra gripe em Três Lagoas começa nesta segunda-feira (23)

Começa nesta segunda-feira (23) em Mato Grosso do Sul a campanha nacional de vacinação contra a influenza, que vai até 1º de junho. Entretanto, cada cidade estipulou seu calendário próprio para fazer a imunização. Em municípios como Três Lagoas e Corumbá, a imunização começa hoje, em Campo Grande na terça e em Dourados, na quarta-feira.

Segundo a secretaria estadual de Saúde, o público-alvo da campanha formado por crianças de seis meses a cinco anos, gestantes, puérperas, professores, profissionais da saúde, indígenas, pessoas com 60 anos ou mais, jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, detentos e funcionários do sistema prisional, além de pessoas que têm doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, por exemplo, representa 737,3 mil pessoas. A meta do estado é imunizar pelo menos 90% desse contingente, o equivalente a 663,6 mil pessoas.

 A secretaria estadual fez um escalonamento para entrega da vacina aos municípios, sendo a partir desta segunda-feira encaminhadas as doses para os grupos prioritários do público-alvo, o que inclui: profissionais de saúde, crianças de seis meses a cinco anos incompletos, gestantes, puérperas e professores. A partir do dia 12 de maio a vacinação será estendida para a população com idade acima de 60 anos. Para os demais grupos, a campanha estará disponível apenas no dia 21 de maio.

Como fica a vacinação nos municípios 


Em Campo Grande a campanha começa na terça-feira (24).A coordenadora da Vigilância Epidemiológica da secretaria de Saúde do município, Mariah Barros, explica que a opção foi começar amanhã porque nesta segunda-feira será feito o abastecimento das unidades de saúde e assim se corre um risco menor de perda da vacina.

 Na capital, mais de 197 mil pessoas estão no grupo de risco e podem ser imunizadas. O município não fará escalonamento para a vacinação que será aberta para todos do público-alvo de uma vez. Para atender a demanda, haverá plantões especiais em quatro centros regionais de saúde aos domingos: Coophavila II, Nova Bahia, Aero Rancho e Tiradentes, e um posto móvel será montado por três semanas na praça Ary Coelho, no centro da cidade.

Já em Dourados, um atraso na chegada das doses fez com que o município decidisse iniciar a imunização somente na quarta-feira. A meta é imunizar mais de 70 mil pessoas ao longo do trabalho, que será feito de modo escalonado. No primeiro momento, vão receber as doses: gestantes, puérperas, crianças de seis meses a cinco anos incompletos, trabalhadores da saúde e professores. A partir do dia 12 de maio os idosos e após o dia 21 de maio os indígenas e outros grupos.

 Em Três Lagoas, no leste do estado, a vacinação começa já nesta segunda-feira e será escalonada também. O município começa o trabalho imunizando crianças entre seis meses e menores de cinco anos, gestantes, mulheres no pós-parto e professores. De 12 a 21 de maio, os grupos que serão imunizados serão os indígenas, adolescentes e jovens que estão cumprindo medidas socioeducativas, detentos das unidades penais e pessoas que têm doenças crônicas. O público-alvo é formado por 23,6 mil pessoas e se sobrarem doses, a secretaria municipal de Saúde diz que vai avaliar a possibilidade de liberar para a população.

Outra cidade em que a vacinação já começou é Corumbá, no oeste de Mato Grosso do Sul. Nesta primeira fase serão vacinados trabalhadores da saúde, crianças de seis meses até cinco anos incompletos, gestantes e professores. A partir de 12 de maio começa a vacinação para quem tem mais de 60 anos e pessoas com doenças crônicas. Os indígenas vão ser imunizados a partir do dia 21 de maio. A meta é imunizar pelo menos 30 mil pessoas e em 12 de maio será promovido o dia D de mobilização.

 Já em Ponta Porã, fronteira com o Paraguai, a prefeitura aguarda para hoje a chegada de parte da vacina. As doses estarão sendo distribuídas nos nove postos com sala de vacina e também em cinco postos itinerantes. Nesta primeira semana só gestantes, professores, profissionais da saúde e crianças na faixa etária pré-determinada é que serão imunizadas. A expectativa é que a vacinação comece já na tarde desta segunda.

Em Itaquirai 

Paraguaios, que possuem dupla nacionalidade, tenham cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) e se enquadrem no público-alvo, poderão ser imunizados também. A meta é vacinar 17 mil pessoas.

 Conforme a secretaria estadual de Saúde, até semana passada haviam sido confirmados em 2018, 11 casos no estado de gripe provocada pelos vírus influenza, sendo seis referentes ao tipo H3N2.

 Haviam sido registradas duas mortes provocadas pelo vírus. O número, entretanto, deve aumentar. Na noite de quinta-feira (19), uma advogada de 30 anos, vinda de Naviraí, morreu 15 minutos após chegar a uma unidade hospitalar. O município confirmou que se trata de um vítima do vírus H3N2.

Fonte: G1




http://www.itaquirainews.com/p/blog-page_8.html
Compartilhe no Google Plus

Sobre Cristiano Vieira

Itaquirai News Seu Portal de Noticias de Itaquirai e Região

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário...