COMPARTILHE


 Clique aqui para entrar
Clique para entrar 👆👆👆

Morte de jovem é motivo para alerta no combate ao suicídio

[Foto Ilustração]

O adeus pelo Instagram foi o primeiro aviso de que a tarde de hoje seria triste para amigos e familiares de uma estudante de 18 anos. A jovem morreu ao saltar da cachoeira do Inferninho, na saída para Rochedo, em Campo Grande.




Era por volta das 11h30, ela vestia uma calça jeans azul e blusa preta, além de sapatilhas, quando desceu do carro na entrada da cachoeira, posicionou-se em frente ao precipício e pulou.

No momento, equipe de militares fazia treinamento no local. Um sargento que participava da ação chegou a ver parte da queda da moça, conta o registro feito pela polícia sobre o caso.

Uma equipe dos Bombeiros com melhor estrutura para resgate foi chamada, já que o local tem cerca de 30 metros, e prestou o socorro à jovem, mas infelizmente não foi possível salvá-la.




Pouco antes do resgate, uma moça chegou ao local procurando pela vítima. A jovem disse que viu uma postagem da amiga no Instagram e saiu a procura dela. No texto, a estudante se despedia dos amigos.

Ela estudava publicidade em uma faculdade privada de Campo Grande. Também participava do grupo de teatro. No Facebook, a jovem foi descrita por um amigo como "a menina que sorria com os olhos".

"Mesmo que a vida tenha perdido o sentido pra você, nós vamos lembrar do teu sorriso e sentir o seu amor e fazer disso motivo para viver, para lutar, para enfrentar a vida. Mesmo que às vezes a gente não entenda muito bem os motivos dessa partida tão trágica, a gente vai tentar se perdoar e começar um trabalho para que isso não vire uma epidemia", escreveu um amigo no perfil da jovem.




No ano passado, 147 pessoas cometeram suicídio em Mato Grosso do Sul. Uma média de 12 por mês. A taxa de mortalidade a cada 100 mil habitantes ficou 5,5 no Estado. Este ano o número já subiu para 152 suicídios, registrados de janeiro a outubro.

PROCURE AJUDA

O Centro de Valorização da Vida (CVV) realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email, chat e voip 24 horas todos os dias.




Em Mato Groso do Sul, desde o dia 30 de setembro, o atendimento é pelo número 188.

SOLICITAÇÃO OFICIAL

Professores da Rede Municipal de Ensino de Campo Grande cobraram a atuação urgente de assistentes sociais e psicológos nas escolas como forme de evitar suícidio entre os jovens.

Clamor foi feito em 18 de outubro, durante a o "1º Fórum de Discussão de Combate ao Suicídio - Falar é a melhor solução", realizado na Câmara Municipal.

Fórum discutriu sobre a prevenção e combate ao suicídio,com objetivo de desenvolver políticas públicas de atendimento ao cidadão.




“A situação é muito grave e séria. Convivemos diariamente com relatos de alunos em situação de vulnerabilidade social. São alunos que apresentam quadros pré depressivos e até de depressão, inclusive com mutilações. Crianças e adolescentes em situações de potencial suicídio. Nós, como professores, não temos condições de atender essa demanda que se instalou nas escolas e hoje é uma verdadeira epidemia no país. Precisamos da atuação de profissionais preparados para identificar esses quadros, fazerem um tratamento adequado e um encaminhamento oportuno. Sozinhos não vamos conseguir!”, disse uma das professoras, que preferiu não ser identificada.





Fonte: Correio do Estado




http://www.itaquirainews.com/p/blog-page_8.html
Compartilhe no Google Plus

Sobre Itaquirai News

Itaquirai News Seu Portal de Noticias de Itaquirai e Região

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário...