COMPARTILHE


 Clique aqui para entrar
Clique para entrar 👆👆👆

Operação da PMA durante feriado teve troca de tiros, 46 autuados e R$ 38 mil em multas

Divulgação


Feriado prolongado em Mato Grosso do Sul foi movimentado para a PMA (Polícia Militar Ambiental), que autuou 46 infratores – quantia 64% maior na comparação com o mesmo período do ano passado. O resultado foi 300 quilos de pescado, R$ 38 mil em multas e até troca de tiros.




A operação Pacificador 67, iniciada no dia (10) às 7h30, realizada de forma unificada por todas as Unidades da Polícia Militar do Estado, contando com efetivo de 362 homens. Durante a ação foram autuadas 46 pessoas por infrações ambientais contra 28 na operação do ano passado. As infrações por pesca foram 144% acima das autuações em 2016, sendo 44 nesta e 18 na operação passada. Os presos por pesca predatória foram 17 contra quatro na operação anterior, ocasionando um aumento de 325%.

A quantidade de pescado apreendida foi 93% superior ao ano passado: 300 kg. As multas aplicadas por pesca ilegal foram de R$ 37.700,00, mais da metade do valor registrado no ano passado.




Com relação aos petrechos ilegais, a polícia apreendeu 20 redes de pesca, três tarrafas, 10 espinhéis e 514 anzóis de galho. A fiscalização intensificada é fundamental para a retirada desses petrechos proibidos, com alto poder de dizimação de cardumes. O destaque nessa operação foi a apreensão de barcos e motores de popa: 13 barcos e 13 motores, contra quatro na operação em 2016.

Troca de tiros

Durante fiscalização no Rio Apa, homens que estavam em território paraguaio, pescando com redes em uma corredeira no rio Apa, atiraram contra policiais de Bela Vista. Teve troca de tiros, mas os pescadores conseguiram fugir. Os militares não se feriram.




Ainda houve uma prisão em flagrante por porte ilegal de arma. Com relação aos outros crimes e infrações ambientais foram somente duas autuações, sendo uma por caça de jacaré e uma por maus-tratos a animal. Na operação anterior foram 10 autuações, com multas aplicadas de R$ 231.627,00.

Pesca fechada em Mato Grosso

De acordo com a polícia militar ambiental, a fiscalização já estava reforçada desde o dia 1º de outubro, quando começou a operação pré-piracema de reforço à fiscalização nos rios do estado, época em que os cardumes já se encontram formados e a quantidade de turistas e pescadores se intensifica, exatamente, em razão das facilidades de captura do pescado.




Devido ao fechamento da pesca nos rios de Mato Grosso, no dia 1º de outubro, o Comando da PMA reforçou a fiscalização na divisa com esse Estado, nos rios Correntes, bem como nas áreas mais longínquas do Pantanal, como a foz do rio Piquiri, no rio São Lourenço e Paraguai. Esses locais já são pontos extremamente preocupantes em que a PMA tem mantido fiscalização preventiva constante. Com o fechamento da pesca no Estado vizinho, haveria uma expectativa de intensificação de pescadores na região, principalmente do MT, no lado de Mato Grosso do Sul, o que se confirmou, havendo a necessidade de mais policiais na região.







Fonte: Mídia Max



http://www.itaquirainews.com/p/blog-page_8.html
Compartilhe no Google Plus

Sobre Itaquirai News

Itaquirai News Seu Portal de Noticias de Itaquirai e Região

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário...