COMPARTILHE


Menina de 4 anos diz em depoimento à polícia que foi estuprada pelo padrasto

[Foto Ilustração]


 Para a PM, pais acusaram um amigo da família

Menina de 4 anos, vítima de estupro na madrugada do sábado (2), teria dito em depoimento à polícia que o real autor do crime foi o próprio padrasto, de 37 anos, e não um amigo dele, como registrado em primeiro momento no boletim de ocorrência. O caso é acompanhado pela Depca (Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e ao Adolescente).

SDR HOST E DESINGN
Segundo o delegado titular da especializada e responsável pelo caso, Paulo Sérgio Lauretto, o caso a princípio seria encaminhado para a Deaij (Delegacia Especializada no Atendimento à Infância e Juventude), que trata de jovens infratores, pois a suspeita é de que o adolescente de 16 anos, amigo do padrasto da vítima, seria o autor do crime. No entanto, em depoimento a criança afirmou que o autor do estupro seria o homem de 37 anos, atual marido da mãe dela, de 25 anos.

De acordo com a polícia, a partir deste depoimento dado pela criança, as investigações podem tomar outros rumos. Todos os envolvidos devem ser novamente ouvidos e há suspeita de que o padrasto da criança já tenha saído da casa onde morava com a vítima. No dia do crime, a Polícia Militar foi acionada e a mulher chegou a dizer aos policiais que havia flagrado o adolescente no quarto com a filha.

Entenda o caso

Segundo preliminares do boletim de ocorrência, o adolescente, que é foragido da Unei (Unidade Educacional de Internação), foi dormir na casa do amigo, no Coronel Antonino, que é mecânico e padrasto da vítima. Por volta das 4 horas da madrugada, a mãe ouviu a filha gritando e foi até o quarto, quando viu o adolescente ao lado dela.

Conforme o registro feito pela família na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro, a mãe ainda tentou agredir o jovem ao perceber o que havia ocorrido e ele fugiu da casa em uma Honda Biz. Polícia Militar foi acionada e equipe do 9º Batalhão, do Coophasul, atendeu ao caso.

A criança foi levada ao Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal), onde passou por exames e foi constatado que o autor do crime usou as mãos para estuprar a criança. Os policiais fizeram buscas pelo adolescente, que não foi localizado. Segundo a Polícia Civil, o jovem esteve envolvido em um tiroteio na última semana, no Morada Verde. Também conforme a polícia, a mãe da criança já teve passagens por tráfico de drogas.

Fonte: MidiaMax



Compartilhe no Google Plus

Sobre Itaquirai News

Itaquirai News Seu Portal de Noticias de Itaquirai e Região

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário...