COMPARTILHE


Estragos da chuva afetam escoamento e frete sobe 15% em Mato Grosso do Sul

Ponte no distrito de Águão não suportou peso de caminhão carregado com soja e desabou; produtores improvisam desvio. (Foto: Valdenir Rezende)



 Aumento da distância nas rotas de escoamento da soja em Mato Grosso do Sul, em decorrência de problemas nas estradas e pontes de acesso às regiões produtoras, deixaram o valor do frete em média 15% mais caro no Estado neste primeiro trimestre de 2015. A projeção é dos sindicatos dos caminhoneiros autônomos e das transportadoras do Estado.

Conforme o Sindicato dos Trabalhadores no Transporte de Cargas de Mato Grosso do Sul (Sindicargas-MS), que conta com 19 mil associados no Estado, o reajuste não representa aumento para o caminhoneiro e sim reposição do desgaste e dos danos registrados nos veículos, por conta da precariedade de acesso às lavouras. 


“As más condições das estradas e o estado precário das pontes têm impossibilitado os caminhoneiros de chegar até os locais de lavoura e retirar a carga para então seguir aos armazéns. Os veículos demoram a chegar e no trajeto atolam, há quebra do para-choque, lanternas, outras peças e problemas na mecânica. Então o aumento do frete é um repasse desses prejuízos”, explicou Roberto Sinai, relações públicas do Sindicargas-MS.


Fonte: Correio do Estado



Compartilhe no Google Plus

Sobre Itaquirai News

Itaquirai News Seu Portal de Noticias de Itaquirai e Região

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário...